Indústria 4.0 & IA

Indústria 4.0 & IA

Os trabalhos de investigação realizados nas últimas décadas na área da Inteligência Artificial começam a dar os seus frutos. Cada vez mais percecionamos a importância destes novos conhecimentos e a sua presença no nosso quotidiano e no dia-a-dia das empresas.

Ao nível das empresas, esta revolução é atualmente designada por “indústria 4.0”.

Tratam-se de tecnologias suportadas em sensores (que pretendem reproduzir os nossos sentidos) e algoritmos (que pretendem reproduzir as nossas capacidades de análise, compreensão e tomada de decisão) adaptadas a máquinas e outros sistemas.

Apesar da investigação nesta área ter-se iniciado nos anos 50, podemos dizer que está ainda num estado embrionário. No entanto, estas tecnologias vieram realmente para ficar e para marcar o início de uma revolução na forma como trabalhamos.

A adaptação destas tecnologias à realidade das empresas é cada vez mais rápida, relevante e premente para a sua competitividade. Trata-se de um percurso que as empresas serão forçadas a realizar para ganharem ou manterem índices de competitividade.

As empresas que possuam competências internas e capacidade para integrarem estas novas tecnologias estarão a dar um importante passo no sentido da competitividade e da sustentabilidade.

 

Para que a Europa – e Portugal – não percam competitividade e se tornem relevante a nível global – há um conjunto de sistemas de incentivos e financiamentos disponíveis. Atualmente, no âmbito do Portugal 2020, existem os seguintes incentivos para a integração de novas competências e adoção de novas tecnologias:

  1. Para a Contratação de recursos humanos altamente qualificados (licenciados, mestres e doutorados) na área das IT e Engenharia
  2. Para a realização de atividades de I&D – internamente ou em parceria com outras Empresas, Universidades e Centros Tecnológicos
  3. Para a aquisição de equipamentos, hardware e software específico, entre outros sistemas na área da Indústria 4.0
  4. Para o investimento na infraestrutura digital da empresa.

 

Estes investimentos são cofinanciados a taxas entre 35% e 75% – através de incentivos a fundo perdido e/ou empréstimos sem juros (para PME´s).

Portugal demonstra fortes competências e capacidades para ser um País relevante no panorama da IA e da Indústria 4.0. Se quer agarrar esta oportunidade para estar no pelotão da frente da transformação digital, contacte-nos.

Estamos preparados para acompanhá-lo e sugerir as melhores formas de financiamento para o seu projeto e para a sua empresa.